Surf em Marrocos: Guia de Viagem

SURF MARROCOS

Marrocos tem sítios muito bons para fazer Wind-Surf, Surf e Kite-Surf

Surf em Marrocos
Surf em Marrocos

Marrocos tem sítios muito bons para desportos radicais na água tais como surf, wind-surf e kite-surf. Essaouira é chamada da capital do vento de Marrocos. Em Essaouira tem várias escolas de surf onde poderá ter aulas ou alugar material para praticar várias modalidades ligadas ao surf.

As melhores praias e melhores spots de Surf em Marrocos encontram-se na costa ocidental do país, concentrada numa área relativamente pequena, um pouco puxadas para sul. Esta distribuição é perfeita para o amante do surf, que se poderá deslocar facilmente entre os vários spots, passando alguns dias em cada um, antes de regressar a casa. Existem autocarros e, quando tal não for possível, grand taxis, que ligam todos estes pontos.

A costa Atlântica e muitas das praias em Marrocos são conhecidas pelas águas mexidas e excelentes condições para praticantes de desportos radicais na água.

■ Veja ainda o artigo sobre praias em Marrocos.

Tem assim o local ideal para praticar surf, wind-surf e kite-surf em vários destinos do reino. Há muitos hotéis em Marrocos com boas condições de preços para pessoas que ficam durante um longo período, há também campings e locais para caravanas sempre perto dos locais de prática de surf e praias.

Surf em Marrocos – Taghazout

Surf em Marrocos – a saber:

  1. Os melhores locais para o surf são Taghazout, Essaouira, Imsouane e Safi.
  2. Os melhores locais para wind-surf são Essaouira e Dakhla.
  3. Os melhores locais para kite-surf em Marrocos são também em Dakhla e Essaouira.

Guia de Viagem para Surf em Marrocos

Guia de Surf para em Marrocos
Guia de Surf para em Marrocos

Marrocos não será a Austrália ou o Hawai, mas desde há muito que atrai surfistas de todo mundo que aqui vêm em busca de um estilo de vida diferente, preços baixos, uma natureza encantadora e, claro, umas ondas que em alguns locais não são de desprezar.

As suas longas praias de areia fina são ideais para surfistas mais experientes mas também para os iniciados. Além disso, o clima ameno na orla costeira permite considerar Marrocos um destino para surfar em qualquer parte do ano, apesar de estar ao seu melhor em Outubro e Abril, quando as praias se encontram praticamente vazias, as ondas estão boas e as temperaturas são agradáveis.

Teoricamente o Verão seria bom, mas muitas pessoas tentam desesperadamente escapar das altas temperaturas que se fazem sentir em algumas das principais cidades mais para o interior e as multidões acorrem às praias. Além disso, em alguns spots o mar tende a ficar flat nos meses de Verão. Se quiser mesmo fazer surf em Marrocos nesta altura, as melhores oportunidades encontram-se na costa entre Rabat e Safi.

Apesar das temperaturas agradáveis de Inverno é ainda assim recomendado o uso de fato já que a água pode chegar aos 16 graus, em contraste com os 22 graus que serão mais normais nos meses de Verão.

Com uma costa tão extensa, especialmente a ocidental, mais oceânica, Marrocos tem dezenas, senão centenas de spots de surf. Aqui vou escrever sobre os mais populares, mas muitos outros, de menor importância, existirão.

Taghazout

Surf em Taghazout
Surf em Taghazout

A praia de La Source localiza-se junto à aldeia de Taghazout, uns 25 km a norte de Agadir. É apenas uma de muitas praias que se sucedem naquele troço de costa, mas a única que é verdadeiramente popular entre os surfistas.

O seu nome – A Fonte – provém dos pequenos cursos de água que se soltam das falésias e por ali se juntam ao Atlântico.

A aldeia, apesar das suas reduzidas dimensões, dispõe de diversas lojas de equipamento e acessórios de surf e de uma série de campos onde o visitante se pode integrar se desejar conviver e aprender com outros surfistas. Na verdade, trata-se de uma pacata localidade, com uma comunidade piscatória de origem berbere que vive lado a lado com o pessoal das pranchas, numa curiosa simbiose.
É uma área bastante segura, onde os estrangeiros são bem vindos e onde tudo se encontra reunido para proporcionar uns dias bem passados a quem ali se deslocar.

A melhor época do ano para visitar La Source – Taghazout será fora do pico do Verão, talvez entre Setembro e Abril, quando mesmo assim deverá contar com temperaturas amenas, a oscilar entre os 23 e os 32 graus.

Raramente se encontram demasiadas pessoas na água e é ideal para praticantes que se iniciam no surf. Excepção feita para um local a que se dá o nome de Anchor Point e que será talvez o spot de surf mais popular de Marrocos. Foi descoberto para o surf pelos australianos, ainda nos anos 60 do século XX, e hoje em dia é muito procurado por surfistas locais e estrangeiros. Anchor Point está no seu melhor quando existe um swell considerável de noroeste e diz-se que num dia favorável é possível ir com a onda durante um quilómetro. E o melhor é que é muito fácil aqui chegar. Uns 10 minutos a caminhar estrada acima ou 30 minutos contra a corrente para quem preferir lá chegar já na prancha. Outros spots, de entre os cerca de vinte disponíveis, a experimentar em La Source: Killer Point, Draculas, Hash Point, Mysteries, Panoramas, Devil’s Rock e Banana Beach. E destes vou destacar o chamado Panorama, excelente para iniciados, capaz de oferecer belos tubos, e com uma crowd mais reduzida do que a maioria dos spots da área. Além disso, é um excelente refúgio para quem quer ir para a água quando o swell está demasiado alto na área, porque é abrigada e mesmo com condições adversas em redor continua a proporcionar boas ondas.

Um breve resumo de outros spots de Taghazout: em Killer Point as ondas são poderosas e mais altas do que podem parecer e a as ondas longas dificultam o paddling sendo um spot adequado para os apreciadores de adrenalina; Mysteries fica mesmo ao lado do famoso La Source e a rebentação em areia permite aos mais inexperientes um surf descontraído; Hash Point é também um spot calmo e de ondas simples com swell médio e alto e o seu nome é uma piada às pessoas que fumam demasiado e que não têm energia para fazer o caminho até Anchor Point ficando-se por aqui mesmo; Devil’s Rock é um pouco exigente, com condições que mudam rápida e frequentemente, mas não é tão difícil como o nome pode fazer parecer, localizando-se próximo de Banana Beach e Point Break; Banana Beach é mais um spot muito talhado para o surfista inexperiente, onde o surf é simples e descontraído.

Onde ficar em Taghazout

Tagazhout e a cidade vizinha de Tamraght tem uma oferta relativamente extensa de alojamento turístico, especialmente se considerarmos a reduzida dimensão destas localidades. Algumas destas opções foram criadas a pensar na comunidade surfista, com nomes evidentes, como Taghazout Surf Planet, Oceana Surf Camp ou Salt Surg Taghazout.

Podem existir soluções mais económicas, a rondar os 5 Euros por noite em dormitório, mas a sua qualidade é duvidosa. Se procura algo barato mas bom, dentro do género “low budget”, o Salt Surf Taghazout será uma boa escolha. Encontra-se na primeira linha frente ao oceano e tem excelentes críticas por parte dos clientes. Por 10 euros por noite pode aqui ficar num dormitório mas atenção que este valor não inclui pequeno-almoço. Se preferir, existem quartos privados a rondar os 30 Euros de diária.

O Playa Surf House propõe quartos privados por pouco mais de 20 Euros e com uma localização soberba. O Oceane Surf Camp dispõe de apartamentos privados com varandas para o mar a rondar os 50 Euros. Não existe grande oferta hoteleira para gamas mais altas.

Como Chegar a Taghazout

Quem pretende passar algum tempo em Taghazout deverá chegar primeiro a Agadir. Se vem da Europa, a Ryanair tem uma série de voos para o aeroporto de Agadir, mas como estas rotas estão sempre a ser alteradas o melhor será verificar quais as opções à data da sua visita.

Se chegar a Agadir vindo de outras partes de Marrocos, conte com muitos autocarros da Supratours, a demorar cerca de três horas e meia e com bilhetes a 110 Dirham. Existem duas ligações diárias com Essaouira, aproximadamente quatro horas, 70 Dirham.

Uma vez em Aghadir é muito simples chegar a Taghazout. Existem autocarros (carreira 32, 7 Dirham, a cada meia-hora) de Agadir para Taghazout e outros que saindo da cidade passam aqui em direcção a Tamri (carreira 33, 7 Dirham, a cada hora) e uma abundância de grand taxis a fazer a rota Agadir-Tamri. Se não vem do aeroporto, pode apanhar estes autocarros na Avenida Muhammed V, na paragem com o nome Wilaya, mesmo em frente à rua onde se encontra o Shems Casino. A viagem demora cerca de 35 minutos.

Note que poderá ser possível conseguir um grand taxi directamente do aeroporto de Agadir para Taghazout. Se não terá que apanhar o autocarro para o bairro de Inezgane (carreira 37, uma vez por hora) na estrada exterior ao aeroporto (o autocarro passa da direita para a esquerda) e de lá para Place Salam, no centro de Agadir, o maior centro de transportes públicos da cidade, de onde partem os autocarros para Taghazout.

Essaouira

Essaouira em Marrocos
Essaouira em Marrocos

A praia de Essaouira localiza-se junto à cidade com o mesmo nome, a umas 3 horas de autocarro desde Marrakesh.

Será talvez a praia ideal para o iniciado que quer praticar um pouco de surf em Marrocos, graças ao seu fundo de areia macia que se estende por uma vasta área. Poderá ali o principiante surfar tranquilamente, aperfeiçoando a sua técnica sem grandes pressões. Por outro lado, os praticantes mais avançados poderão sentir alguma frustração com a falta de desafios. No máximo, Essaouira é recomendada para surfistas de nível intermédio.

O melhor surf faz-se aqui com a maré alta e vento moderado de norte, especialmente da parte da manhã. À tarde o vento intensifica-se, e com ele os windsurfers e kitesurfers invadem a água, tornando as coisas mais difíceis para o pessoal das pranchas.

O areal é extenso, em forma de meia lua, alongando-se por uns 15 km, apesar de apenas o segmento inicial ser considerado a praia de Essaouira.

Uma vantagem desta praia é que ao contrário das outras grandes referências do surf em Marrocos se localiza junto a uma cidade com uma certa dimensão e com muito para ver e fazer para além de andar na crista das ondas.

Além disso, possui condições para a prática de outros desportos aquáticos, especialmente do windsurf, pelo existe um toque de variedade que poderá ser uma mais valia.

Contudo, Essaouira encontra-se muito exposta a bem definidas condições climatéricas, pelo que é essencial ir no período recomendado, que inclui o Verão, sempre bem fresco por aqui. Entre Julho e Fevereiro o mar está óptimo, mas será necessário considerar que a frescura da Essaouira é muito apreciada pelos marroquinos e que a concentração populacional de Marraquexe não se encontra assim tão longe. No pico do Verão Essaouira costuma estar bem cheia.

■ Veja ainda o artigo sobre Essaouira.

Onde Ficar em Essaouira

A oferta de alojamento em Essaouira é imensa. Afinal de contas, para além de ser uma cidade com alguma procura turística, tem uma certa dimensão, existindo hospedagem para todo o tipo de gostos e de carteira.

Aconselho a ficar no interior da medina para melhor usufruir do muito que a cidade antiga tem para oferecer entre surfadas.

Começando pelo segmento mais budget, o White and Blue oferece camas em dormitório por 6 Euros, tendo a vantagem de se encontrar a cinco minutos a pé da praia e estar no centro histórico de Essaouira. Além disso também disponibiliza quartos privados, a rondar os 20 Euros, e encontra-se bem cotado pelos clientes.

Na gama média, com quartos a 46 Euros, sugiro o Riad Watier que tem imenso charme, uma decoração tipicamente marroquina de muito bom gosto, quartos espaçosos e bem equipados, tudo isto também no centro histórico e a um passo da praia, incluindo pequeno-almoço e atingindo nas críticas dos hóspedes a classificação mais elevada em Essaouira.

Se está disposto a uma extravagância, o Riad Chbanate leva-o até ao ambiente das Mil e uma Noites, mas isso tem um preço: um mínimo de 120 Euros de diária, que lhe proporciona um quarto de sonho oriental e uma localização soberba, não faltando um belo pequeno-almoço.

Como Chegar a Essaouira

Apesar de existir um aeroporto internacional em Essaouira, a esta data apenas a EasyJet tem uma rota para lá, o que significa que muito provavelmente chegará a bonita cidade costeira através de autocarro ou outro tipo de viatura.

A maioria dos viajantes vem de Marrakesh, existindo seis autocarros por dia, que levam três horas a ligar ambas as cidades. Os bilhetes custam 80 Dirham.

Há ainda a possibilidade, muito válida para quem anda por Marrocos por amor ao surf, de estar a viajar junto à costa. Existem autocarros que fazem a ligação até Agadir, uma situação especialmente interessante porque param em Tagahzout, que é como que uma Meca do surf em Marrocos. Existem pelo menos duas ligações por dia, que demoram três horas e meia a percorrer a distância, com bilhetes a 70 Dirham.

Para norte, por exemplo, de El Jadida, também é possível chegar a Essaouira: a CTM tem três autocarros diários, que levam cinco horas na viagem, com bilhetes a 100 Dirham.

Imsouane

Imsouane localiza-se a norte de Agadir, e quem viajar a partir dessa cidade passará primeiro noutros spots bem conhecidos da cena surfista de Marrocos, como Taghazout.

Imsouane, especialmente o seu melhor spot, Magic Bay, oferece uma longa direita que consegue quebrar durante 600 metros e há quem diga que é a onda mais longa de Marrocos. Isto, quando está no seu melhor, o que não pode ser garantido.

De forma geral Imsouane é um paraíso para os praticantes menos experientes e para os long-boarders, com a característica onda direita com parede a levantar super lentamente. Além disso, porque pode haver vida para além do surf, a localidade é agradável, pacata, com menos turistas do que os locais mais próximos de Agadir e uma genuína comunidade piscatória com um mercado de peixe fabuloso. Mas há suficientes escolas de surf e de malta com prancha debaixo do braço para o praticante se sentir em casa. O pano de fundo é idílico, com as montanhas que se recortam contra o céu um pouco para o interior.

A melhor altura do ano para vir surfar para Imsouane é entre Agosto e Março, quando as temperaturas do ar oscilam entre os 23 e os 31 graus.

Quanto aos melhores spots, para além do mais famoso, Magic Bay, onde para além das vantagens já indicadas, se tem um bom abrigo em dias de grande swell, devido à proximidade dos molhes do porto, poderá experimentar o The Reef, The Cathedral e L’Oued.

The Reef: aqui a onda é uma esquerda, que quebra mesmo em frente ao centro de Imsouane, numa área com fundo rochoso em duas secções. Com pequeno swell a onda é boa para toda a gente, e quando cresce um pouco é engraçado ver os surfistas mais avançados efectuarem manobras loucas nas secções com menos profundidade. Quando o swell tem a orientação certa torna-se muito raso e formam-se bons tubos.

The Cathedral: podem-se encontrar esquerdas com swells até três metros. As condições podem variar, sendo geralmente um spot mais técnico que o the Magic Bay. Quando o swell está mais baixo a onda oferece longas viagens. Por outro lado, quando o swell está mais alto o spot não é aconselhado a principiantes.

L’Oued: neste spot, mesmo em frente à foz do rio L’Oued, as ondas quebram junto à praia, em ambas as direcções. O mar está aqui protegido pelas falésias existentes frente a The Cathedral e é adequado para dias mais ventosos. Aqui o surf é simples e fácil, excelente para iniciados e as ondas têm bons breaks com pequeno swell.

Onde Ficar em Imsouane

Não sendo tão turístico como outros locais em Marrocos onde se surfa, Insouane tem também uma oferta de alojamento mais reduzida. Mesmo assim encontram-se boas ofertas.

Para o pessoal que precisa de poupar, talvez o Imsouane Ocean Surfhouse Appartement, onde pagará 7 Euros por uma cama num dormitório de dez. Mas se for com amigos, há apartamentos com dois quartos por 50 Euros.

A Olo Surf & Nature tem muito bom aspecto, piscina, uma localização imbatível e boas classificações, mas o preço é mais alto, com 18 Euros a serem pedidos para ficar num dormitório de quatro camas e 65 Euros para um quarto magnífico com varanda sobre o mar.

Como Chegar a Imsouane

Apesar de ficar para além de Tagahzout, chegar desde Agadir continua a ser a melhor maneira de vir ter a Imsouane. Talvez consiga encontrar uma forma de percorrer a costa até Imsouane numa sucessão de transportes locais, mas a aposta num grand taxi a partir de Agadir será mais segura.

Sidi Kaouki

A praia de Sidi Kaouki localiza-se a uns 30 km a sul de Essaouira. É um lugar calmo, sem muitos turistas, combinando o charme de uma aldeia costeira marroquina com as maravilhas do surf. Um paraíso!

O local é adequado para todo o tipo de surfistas, estando ao seu melhor com vento de sul e swell de sudoeste. O swell é variado, podendo ir desde o metro e meio até aos cinco metros e mesmo acima. A onda oferece rides entre os 50 e os 150 metros, mas num bom dia a distância pode ir até aos 300 e mesmo chegar aos 500 metros.

As ondas estão melhor com maré alta e vento moderado e recomenda-se o surf entre Julho e Janeiro.

Em Sidi Kaouki é possível encontrar uma bela A-Frame formada em fundo de areia que fará as delícias dos menos experientes.
O lineup aqui está geralmente vazio aos dias de semana e com poucos surfistas durante os fins-de-semana.

Como Chegar a Sidi Kaouki

Basicamente há duas opções, e ambas do mesmo local: apanhar um autocarro ou um grand taxi em Essaouira. Para o serviço de grand taxi poderá ser-lhe pedido o equivalente a 13 Euros, valor que poderá baixar ou não, dependendo da sua habilidade a negociar. Se quiser o carro por sua conta e conseguir convencer o condutor a aceitar 100 Dirham, já será muito aceitável.

O autocarro apanha-se junto a Bab Doukkala, uma praça junto à medina, e uma vez ali deverá procurar as paragens 1-4. O que procura sai mais especificamente da 2. À data da escrita deste artigo havia partidas às 07.20, 09.10, 11.30, 13.30, 16.00 e 18.30. Preço: 7 Dirham. Tempo de viagem: 30 minutos. Não perca o bilhete e guarde-o até chegar ao destino.

Onde Ficar em Sidi Kaouki

Se desejar o mais barato, simplesmente, será melhor reservar uma cama no dormitório com o Sidi Kaouki Beach Hostel, que lhe ficará por 7 Euros. São dormitórios agradáveis, decorados com algum gosto, mas o pequeno-almoço não está incluído no preço. Aqui pode também ir para um quarto privado, igualmente bem decorado, com vista para o mar, por cerca de 20 Euros.

Outra boa opção será o Sidi Kaouki Al Vent, uma hospedaria numa casa tradicional mesmo em cima da praia, com serviço de restaurante e muito bem classificada pelos clientes. Poderá aqui pernoitar como um local e adormecer ao som do mar, sendo garantido que pela manhã terá um pequeno-almoço incluído no preço do quarto, que é de cerca de 20 Euros.

Safi

Safi em Marrocos
Safi em Marrocos

Safi é uma cidade com algum desenvolvimento industrial e com uma população de cerca de 300.000 habitantes, localizada uns 130 km a norte de Essaouira. À parte do surf pode não ser tão charmosa como outras cidades costeiras da região, mas tem um belo porto de pesca e uma media que não sendo grande é bem genuína. Além disso, encontram-se aqui as ruínas de uma catedral portuguesa construída por volta de 1520 em estilo manuelino, o edifício mais evidente de uma forte influência portuguesa.

Do ponto de vista do surfista, este não é um local para principiantes, apresentando as ondas mais desafiantes da região. Tem slabs em fundo de pedra que proporcionam ondas poderosas. Talvez queira experimentar surfar aqui com um pequeno swell, porque quando este aumenta, e pode facilmente subir acima dos cinco metros, o poder e a velocidade das ondas são tremendos. Diz-se que se formam tubos comparáveis aos de Jeffrey Bay, na África do Sul.

É um pouco estranho que Safi não seja mais conhecido, quer internacionalmente quer na própria cena do surf em Marrocos, apesar dos que estão verdadeiramente por dentro da modalidade estarem bem cientes das suas potencialidades.

Uma nota curiosa: até meados dos anos 70 do século passado Safi não existia no que diz respeito a surf. Foi um grupo de amigos em viagem pela costa marroquina que descobriu estas ondas tão surfáveis e introduziu o spot no roteiro do surf de Marrocos.

Como Chegar a Safi

A melhor forma de chegar a Safi é de autocarro, desde Marraquexe ou de Al Jadida, ou mesmo de Casablanca. De Marraquexe a viagem dura quatro horas e pouco e existem pelo menos dois autocarros por dia, com escala em Benguerir, custando os bilhetes 69 Dirham.

Onde Ficar em Safi

Existem propostas de alojamento muito interessantes em El Safi e talvez localmente seja possível encontrar algo mais próximo da praia e mais vocacionado para o surfista que visita para praticar. Mas para reservar online terá que ficar um pouco mais longe, apesar de bem localizado no contexto da cidade.

Por exemplo, o Riad Le Cheval Blanc tem agradáveis quartos privados por 31 Euros com pequeno-almoço incluído. É um local lindo, com uma decoração tipicamente marroquina de muito bom gosto e excelente avaliação por parte dos clientes.

Tamri

Tamri localiza-se entre Imsouane e Taghazout e a 95 km a sul de Essaouira. Tem muitos fãs entre a comunidade de surf marroquina. Diz-se que é onde se encontram boas ondas de forma mais consistente e talvez por isso é muito popular nos meses de verão, quando o mar tende a ficar flat nos outros spots da região. Mas há sempre um problema e neste caso, quando toda a gente acorre a Tamri para apanhar umas ondas que não se encontram em mais lado algum, a crowd cresce e aquele maravilhoso A-Frame pode ficar bastante caótico.

Tamri encontra-se bastante exposto, até pela proximidade da foz do rio, e o vento offshore sopra de este. As melhores ondas formam-se quando o swell vem de nordeste e a proximidade do rio cria direitas e esquerdas, que serão melhor surfadas em maré baixa. Contudo, o seu fundo de areia e as rebentações próximo da praia permitem aventuras com todo o tipo de marés.

É um spot geralmente sossegado, mesmo quando as condições estão ideais e se está na época alta do surf em Marrocos.

O Boiler’s Break encontra-se aqui. Boilers deve o seu nome ao naufrágio de um navio e é um spot exigente, adequado aos surfistas mais experientes e prometendo muita adrenalina, especialmente quando as ondas atingem frequentemente dois metros de poder, podendo ser surfadas ao longo de quatrocentos metros. A entrada é difícil e a saída então nem falar. Muito cuidado.~

Quanto à cidade, é maior que Taghazout, mas menos turística e sem aquele ambiente surfista que se encontra noutras localidades associadas à modalidade, e isso tem os seus prós e os seus contras.

Onde Ficar em Tamri

A Tamri House é uma boa escolha, apesar de ficar relativamente longe do centro da cidade. É uma casinha agradável, pintada em cores vivas. O quarto duplo custa cerca de 35 Euros mas inclui um pequeno-almoço que dizem ser excelente. A casa tem boas classificações por parte dos hóspedes e há fortes hipóteses de encontrar aqui alguns camaradas surfistas e pode sempre experimentar alguns pratos tradicionais marroquinos já que a casa tem um restaurante próprio.

Como Chegar a Tamri

É muito simples viajar até Tamri, devendo considerar Agadir o ponto de partida normal. Pode apanhar um grand taxi, que não são nada caros. Mas se quiser poupar tem o autocarro 33, que parte de hora a hora rumo a Tamri, saindo da Place Salam. Se acabou de chegar, apanhe o 37 no exterior do terminal para Inezgane e de lá procure outro transporte para Place Salam. Se já está em Agadir, é mais simples ir até à Avenida Muhammed V e procurar a paragem chamada Wilaya, mesmo em frente à rua onde se encontra o Shems Casino.