Partilhas

Figo da India

Figo da India

O Figo da Índia é um fruto muito usual em Marrocos.

Porquê consumir figo- da-Índia?

Simplesmente porque este fruto, vindo do cacto, é fruto rico em açúcar – ou seja, que dá muita energia – com potássio, magnésio, cálcio e vitaminas C, A, B1 e B2.

É doce e suculento, com uma polpa com textura tipo goma e com sementes.

Em Marrocos, o figo-da-Índia é vendido nas ruas em carrinhos ambulantes, e a preços acessíveis.

Têm uma vantagem enorme: vendem-nos descascados, por isso, já não tem de se preocupar com os picos que trazem na casca – tem de ter muito cuidado com esses picos da cascas e obviamente não ingeri-los, senão poderão ficar presos na sua boca ou garganta.

Estima-se que o consumo da planta tenha começado há mais de nove mil anos.

Para comê-lo basta parti-lo ao meio (atenção aos espinhos nas mãos) e, como se fosse um iogurte, com uma colher, comer o recheio. Também se pode usar o seu interior para fazer doces ou compotas.

Figo da India à venda numa banca de fruta em Marrocos

Figo da India à venda numa banca de fruta em Marrocos

O figo-da-Índia pode ser comido na sua forma natural, como fruto normal que é mas, também, usado como diurético e a nível medicinal, já que foi provada a sua utilidade em tratamentos de doenças urinárias e das vias respiratórias.

Outros nomes para este fruto são: abaibeira, figo do diabo, figueira da Índia, piteira, tuna, figueira tuna e palma.

Tem ainda outra utilização: das sementes do Figo da Índia é extraído um óleo que depois é utilizado em produtos de cosmética e beleza. E claro, com propriedades extremamente benéficas para o corpo humano.

Em Marrocos, pode até colher directamente dos cactos os frutos, mas na Europa, foi trazida por descobridores espanhóis, e adaptou-se principalmente em zonas de clima mediterrânico. No Alentejo, em Portugal, existem os frutos mas poucos são os que os consomem.

Os figos-da-Índia tem várias cores: verde, vermelha, roxa, branca ou amarela. O vermelho é muita vezes usado para corantes naturais. Normalmente come-se fresco, mas o figo-da-Índia seco é utilizado em bebidas alcoólicas, por exemplo. São várias as suas potencialidades.

No sabor é parecido com a pêra e o melão, bastante aguado e doce. Estudos dizem que o seu sumo ajuda no combate às bactérias e também é importante no que toca a fazer funcionar o aparelho digestivo.

Porque é um cacto, a planta cresce mesmo em solos que não sejam muito férteis. Em terras do Brasil, é usado para alimentar o gado. Não só o fruto mas também as folhas da planta são comidas, por cabras e ovelhas por exemplo.

Como cactos que são, as flores podem surgir duas vezes por ano. As flores são consideradas hermafroditas, ou seja auto-férteis. As pétalas podem ser amarelas ou amarelo-alaranjada e dão muita cor às plantas – quando florescem, acontece normalmente na Primavera e no início do Outono.

Partilhas