Espaços Coworking e Coliving em Marrocos

Espaços Coworking e Coliving em Marrocos
Espaços Coworking e Coliving em Marrocos

Viajar sem fim, ganhar a vida de forma independente e itinerante. Este é o sonho de vida de muitas pessoas, especialmente entre os mais jovens.

Gente que se sente espartilhada perante a perspectiva de uma vida feito de rotinas e monotonia, com funções que se repetem dia após dias e que ambiciona por um estilo de trabalho diferente, que ofereça liberdade de horários e que se possa desempenhar em qualquer parte do mundo.

© Sundesk

A expansão e generalização da Internet transformou em realidade aquilo que até há um par de décadas não passava mesmo de um sonho.

As primeiras pessoas a poder usufruir das vantagens de uma vida itinerante tinham trabalhos independentes, tipicamente ligados a actividades criativas e com alguma apetência pela área tecnológica. Escritores, webdesigners, proprietários de lojas online.

Para eles, tudo o que era necessário para fazerem o seu trabalho era uma ligação à internet e o acesso a um computador.

© Dar Digital Nomad

Com o tempo esta possibilidade alargou-se a mais pessoas.

A generalização da internet e a simplificação da sua utilização retirou o know-how tecnológico da lista de requisitos necessários para abraçar este estilo de vida e multiplicaram-se os modelos de negócio e as funções que passaram a poder ser desempenhados remotamente.

Há alguns anos começaram a abrir os primeiros coworking spaces, espaços destinados a profissionais independentes ou a colaborar remotamente para um só empregador.

Aqui, as condições para trabalhar se encontram optimizadas, com cadeiras e secretárias confortáveis, áreas de lazer, meios tecnológicos ao dispor dos clientes, uma decoração alegre e inspiradora, luz abundante e bebidas à disposição.

O que é um Coliving Space?

Os utilizadores destes espaços não são necessariamente itinerantes, sendo em muitos casos profissionais que trabalhavam a partir de casa mas que encontraram nos coworking spaces uma solução para aumentar a sua produtividade e reduzir os seus pólos de distracção.

Muitos destes profissionais tinham descoberto que podiam trabalhar enquanto viajavam e que na realidade muitos deles adoptaram um estilo de vida errante, movendo-se de um local para o outro, estabelecendo-se temporariamente em lugares agradáveis que lhes ofereciam condições conjuntas de lazer e de produtividade.

Paragens idílicas, como as Ilhas Gregas, Bali ou as Filipinas, com ligações à Internet já aceitáveis, custos de vida reduzidos e uma qualidade de vida apreciável, passaram a ser muito procurados por estas pessoas e assim nasceu o termo digital nomad.

E foi assim que em determinada altura alguém se lembrou que para além dos já comuns coworking spaces se poderiam criar coliving spaces, locais onde os digital nomads podiam viver durante o tempo que desejassem e onde se criariam todas as condições de trabalho para estes profissionais itinerantes, incluindo uma área de coworking e alojamento, partilhado ou não, criando-se assim pequenas comunidades muito dinâmicas compostas por pessoas com o mesmo estilo de vida e os mesmos interesses.

Viajar e Trabalhar em Marrocos

Coliving Spaces na Pérola do Norte de África

FEZ MARROCOS

Marrocos é o país ideal para o digital nomad dos nossos dias. Tem um clima ameno durante a maior parte do ano, uma cultura exótica, transportes públicos abundantes e simples de usar, boas praias, gente boa, comida deliciosa, um custo de vida baixo, segurança, estabilidade política e uma enorme acessibilidade. Tudo factores aliciantes para as pessoas que trabalham enquanto viajam.

Aqui encontrará uma base excelente, com uma boa oferta na área dos coworking spaces e já com os primeiros passos dados no que toca à integração de um estilo de vida coliving. Porque não passar uns meses a explorar Marrocos, trabalhando enquanto o faz e usufruindo das condições optimizadas para a criação e produtividade?

Existem actualmente em Marrocos diversos coworking spaces, e em algumas cidades, como Casablanca, já são mais de uma dezena. Além disso começaram recentemente a surgir os primeiros coliving spaces, recebidos com enorme entusiasmo pela comunidade de digital nomads.

Coworking e Coliving em Ouarzazate

Coworking e Coliving em Ouarzazate
Coworking e Coliving em Ouarzazate

Esta pacata cidade encontra-se numa posição estratégica, servindo como ponto de ligação entre Marraquexe, as populações do Alto Atlas e as ancestrais rotas comerciais que cruzavam o deserto do Sahara.

É portanto uma excelente base para quem deseje explorar e conhecer o deserto e as montanhas, fugindo um pouco das grandes cidades históricas marroquinas.

Ali muito próximo encontra-se o Kasbah Ait Ben Haddou, classificado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, mas na região envolvente podem ser encontrados outros palácios e aldeias históricas, mais discretos e menos turísticos, e o encantador Oásis de Fint.

Na própria cidade há que visitar o Kasbah de Taourirt e o pitoresco bairro de Tassoumaat, existindo para os amantes do cinema dois estúdios de produção onde foram rodados filmes como Lawrence da Arábia ou O Gladiador e algumas partes de The Game of Thrones.

Ouarzazate encontra-se a poucas horas de autocarro de Marraquexe e existindo um pequeno aeroporto ligado diariamente a outras cidades de Marrocos e com algumas rotas internacionais, nomeadamente as que são operadas pela Ryanair, desde Madrid, Bordéus e Marselha.

Dar Digital Nomad

O Dar Digital Nomad é um espaço de coliving bastante recente. Localiza-se numa área central mas sossegada de Ouarzazate, de onde se pode simplesmente caminhar até aos pontos mais significativos da cidade.

O espaço foi totalmente renovado e preparado para as suas funções de coliving. O estilo decorativo escolhido combina os traços tradicionais de Marrocos com a modernidade que o digital nomad sempre espera.

Ao contrário do que acontece com a maioria dos espaços deste género, no Dar Digital Nomad encontrará um ambiente mais intimista, já que existem apenas dois quartos partilhados, para duas pessoas cada. Em cada um deles existe um beliche com camas de tamanho muito generoso, sendo um reservado a residentes do sexo feminino e o outro a hóspedes masculinos.

O apartamento está equipado com uma cozinha moderna, um espaço mais social com uma TV, e uma área de trabalho com quatro secretárias amplas e quatro cadeiras de escritório. O acesso à Internet é feita por uma ligação de fibra óptica de 100 mbps de download e 10 mbps de upload.

Preços

  • E quanto a preços? Bom, a estadia mínima é de duas semanas, e por esse período pagarão os residentes 200 Euros. Uma estadia de um mês poderá custar 340 Euros, e daí para a frente existem frequentes campanhas de descontos. Este preço inclui dormida, escritório, cozinha, electricidade, água, gás e Internet.

Ver o site oficial:

Coworking e Coliving em Taghazout

Taghazout é uma pacata aldeia piscatória com uns cinco mil habitantes, quase todos berberes, localizada a cerca de 20 km a norte de Agadir.

É conhecida pelas suas praias, muito populares entre os praticantes de surf, o que a torna a localização ideal para os digital nomads que apreciam este desporto aquático.

Nada melhor que despachar o trabalho num par de horas, aproveitar umas boas ondas e passar o resto do dia à conversa com outros elementos da comunidade.

Para quebrar as rotinas diárias de Taghazout pode-se ir até ao Vale do Paraíso, uma zona natural e recatada onde se encontram excelentes piscinas naturais.

SunDesk

O SunDesk é mais do que um espaço de trabalho, é uma comunidade viva, composta por profissionais, na sua maioria jovens, que passam ali algum do seu tempo de itinerância, por vezes semanas, em alguns casos meses.

Não é preciso ser residente para ter acesso aos serviços colocados à disposição dos coworkers, mas a verdade é que não será comum ir-se a Taghazout apenas para usar as áreas comuns de trabalho do SunDesk.

Existem espaços interiores e exteriores e uma sala dedicada para teleconferências, onde se tem toda a privacidade necessária para reuniões e entrevistas remotas.

Cada residente tem direito a um espaço de trabalho pessoal, composto por secretária, candeeiro, cadeira ergonómica e uma pequena área de arrumação. Existe um cantinho social onde as pessoas se podem abastecer de chá, de café e até de frutas.

Os valores variam consoante a altura do ano, o período da estadia e o tipo de quarto (partilhado com outra pessoa ou privado).

Preços

  • Na época intermédia, por exemplo, Abril e Maio, pagará 600 Euros por mês por um quarto privado, ou 455 Euros por uma cama num quarto de duas pessoas. Se quiser ficar menos de um mês, a diária é de 25 Euros para o quarto privado e 17,50 Euros para a cama no quarto twin. Os alojamentos estão distribuídos por apartamentos com uma cozinha e dois quartos.
  • Estes valores incluem um bom pequeno-almoço, limpeza diária dos quartos, um cacifo para os bens de maior valor, o acesso à cozinha totalmente equipada e a uma máquina de lavar roupa. Além disso, claro, os residentes têm acesso permanente à área de coworking.

Coworking e Coliving em Marraquexe

Coworking e Coliving em Marraquexe
Coworking e Coliving em Marraquexe

Marraquexe dispensa apresentações, sendo uma das cidades mais populares de Marrocos. Distingue-se a grande praça Jemaa el-Fna, onde a animação quase nunca pára, chegando à sua intensidade máxima ao final da tarde. Ali podem os visitantes observar actividades tão diversas como danças, combates de boxe, narração de histórias, execução de tatuagens com hena e muito mais. Existe também extenso património histórico, como o Palácio Bahia ou o Palácio El Badi, museus de grande interesse e espaços diversos, como os Jardins Majorelle, pertença de Yves St Laurent e anteriormente de acesso privado.

A própria medina, sem o esplendor da que encontramos em Fez, promete surpreender com muitos recantos encantadores e um comércio. De qualquer forma, será preciso manter em mente que o coliving se encontra no Vale de Ourika, e provavelmente terá interesse em explorar a região, sendo também possível ter uma experiência de deserto em Agafay, a cerca de 40 km de Marraquexe.

The Outmakers

The Outmakers é um um grupo de espaços coliving com núcleos nos Alpes Franceses, na Córsega e em Marrocos, onde se instalaram no Vale de Ourika, nas imediações de Marraquexe.

A apenas 15 minutos de Marrocos é uma opção muito válida para aqueles que procuram concentrar-se no trabalho, oferecendo uma localização muito tranquila com excelentes vistas para as montanhas do Atlas. Existem ali todas as comodidades necessárias para a vida do dia a dia, com um bar, um restaurante, uma área para churrascos e uma agradável piscina adequada para umas boas braçadas.

No total, para ter uma ideia das dimensões do espaço, existem dois quartos, quatro tendas grandes e quatro tendas pequenas.

Na hora de trabalhar os residentes podem optar entre diversos espaços: desde o recinto da piscina até ao jardim, incluindo algumas áreas cobertas.

Preços

  • A acomodação é sobretudo feita em glamping – tendas de luxo com uma decoração requintada e um conforto elevado – mas existem quartos duplos mais convencionais. Os preços para uma tenda com cama de casal custa entre 990 Euros e 1290 Euros, dependendo do tamanho.
  • Mas se alugar à semana o preço diário é mais elevado, oscilando entre os 350 Euros e os 490 Euros por semana, que é o período mínimo para aqui ficar. Já um quarto partilhado (por duas pessoas), custará 450 Euros por pessoa por mês ou 140 Euros por semana por pessoa para estadias mais curtas. Estes valores incluem o pequeno-almoço, casa de banho privada, limpeza diária e acesso a uma cozinha.
  • Já agora, The Outmakers podem efectuar o transfer de e para o aeroporto por 10 Euros. Trata-se de uma viatura basicamente privada, podendo também conduzir os residentes a Marraquexe pelo mesmo valor por trajecto. O carro pode levar até seis passageiros pelo que este valor pode ser dividido entre os residentes interessados em cada deslocação.

CocoWork Marrakech

O The Spot é o espaço associado em Marraquexe à rede CocoWork. Localiza-se no bairro de Gueliz, próximo da estação ferroviária e não muito longe da medina, que pode ser alcançada a pé num passeio descontraído ou, para quando o dia não está convidativo ou não há tempo a perder, um táxi ou mesmo um autocarro da cidade poderão levá-lo ao centro da cidade antiga em poucos minutos.

É um espaço alegre, decorado com cores vivas, com mesas e secretárias de madeira, com lugar para setenta pessoas e disponibilizando quatro gabinetes privados e uma sala de reuniões.

Preços

  • No que toca a preços, o acesso custa cerca de 140 Euros por mês, 40 Euros por semana ou 7 Euros por dia. O espaço está permanentemente disponível, 24 horas por dia.

Se sentir necessidade de mudar de ares temporariamente, existe um outro coworking space na área, o Fraktal Coworking.

Coworking e Coliving em Rabat

Coworking e Coliving em Rabat
Coworking e Coliving em Rabat

Rabat é uma das chamadas cidades imperiais de Marrocos e a actual capital do país.

De certa forma é uma mal-amada pelos visitantes internacionais, que tendem a interessar-se mais por Marraquexe ou mesmo Fez, mas a verdade é que se trata de uma urbe com imensos pontos de interesse, combinando o sempre fascinante património da medina com uma modernidade mais requintada do que é normal encontrar-se nas nouvelle cités das cidades marroquinas.

Para além de ter capacidade para entreter o viajante durante um longo tempo, está muito bem ligada com o mundo e com o resto do país, sendo portanto a base ideal para quem pretende trabalhar durante uns tempos em Marrocos.

As principais atracções de Rabat serão a Chellah, uma fortaleza perdida no meio da cidade antiga, a Torre do Rei Hassan e o Túmulo de Mohammad V, o Kasbah des Oudaias, que se trata do núcleo histórico da cidade, os Jardins Andaluzes e o Palácio Real.  Além de tudo isto, existe uma praia em Rabat e muitas mais nas suas imediações, estando portanto composto o cenário ideal para um digital nomad passar uns bons tempos.

7AY

O 7AY divide-se em duas partes, fisicamente separadas e localizadas em locais distintos da capital marroquina. A secção residencial, o coliving, situa-se no centro de Rabat, funcionando em colaboração com um ryad local.

Já a secção de coworking fica um pouco afastada, numa área da cidade junto ao Bairro Industrial. A ligação entre os dois pontos será feita de táxi, demorando cerca de 15 minutos e custando uns 2,50 Euros.

O coworking está instalado num antigo armazém, dispondo de uma área total de 780 m2. A decoração e arranjo do espaço é moderna, algo minimalista, de tons claros e predomínio do branco.

Existe ali espaço para 75 pessoas (a maioria das secretárias estão desenhadas para quatro pessoas) no amplo espaço comum de coworking, mas existem gabinetes privados, salas de reuniões, um espaço multifunções, áreas para relaxar e sociabilizar, uma cozinha bem equipada, dois pátios e algumas surpresas, como uma tenda berbere com 100 m2, uma horta no terraço do telhado e uma plataforma panorâmica com vista para o vale de Boureggreg.

Como seria de esperar encontram-se disponíveis todos equipamentos necessários para o trabalho de um digital nomad: impressoras e scanners, fotocopiadoras e uma internet rápida, oficialmente de 100 mbps, que pode ser servida por cabo.

Além disso existem vestiários equipados com duches, uma cafetaria onde são servidas as bebidas que se esperam estar disponíveis em espaços deste género e uma climatização total, com aquecedores para os invernos mais frios e ar condicionado para os dias quentes de verão.

O 7AY tem uma ligação forte com os meios artísticos marroquinos, sendo frequente a organização de eventos relacionados com as artes, desde exposições a colóquios e workshops.

Coworking e Coliving em Casablanca

Coworking e Coliving em Casablanca
Coworking e Coliving em Casablanca

A maior cidade de Marrocos encontra-se no imaginário de muita gente, especialmente dos mais velhos, devido ao mítico filme com o mesmo nome, um dos marcos grandes da história do cinema. Contudo, a real Casablanca pouco tem já do romântico ambiente, tendo-se modernizado e crescido.

O centro histórico de Casablanca é pequeno mas tem muito charme. Ali perto, encontra-se a grande Mesquita Hassan II, a maior de África e a quinta maior do mundo.  Por perto existem pequenas praças onde a comunidade se junta, rodeadas de restaurantes locais, ideais para observar as pessoas e apreciar o dia.

Casablanca, pelas suas dimensões, é um dos locais com melhor acessibilidade do país. É fácil chegar ao aeroporto utilizando o conveniente comboio, cuja estação se encontra no centro. E dos terminais do Mohammed V International pode-se chegar a quase qualquer parte do mundo, incluindo a Lisboa, para onde existem voos directos da TAP e a Royal Air Maroc.

CocoWork Casablanca

O principal coworking space associado à CocoWork em Casablanca chama-se Common. Encontra-se entre La Gironde e Habbous, numa zona que poderá ter condições técnicas para um bom trabalho mas que se encontra algo afastada (a cerca de 4 km) dos lugares mais icónicos da cidade.

O espaço encontra-se num moderno edifício, ocupando dois pisos. As janelas são enormes, do chão até ao tecto, enchendo a área de trabalho de luz e energia positiva. Apesar da modernidade envolvente, os dinamizadores do espaço deram-lhe um toque tradicional, utilizando mosaicos nas paredes e aplicando outros detalhes que servem de ponte entre a cultura marroquina e os ventos tecnológicos que sopraram do Ocidente.  

O Common oferece um total de sessenta postos de trabalho, incluindo trinta escritórios privados e quatro salas de reuniões, apoiados por uma boa rede informática, internet de qualidade, impressoras, fotocopiadores, scanners e projectores. O acesso ao espaço é garantido 24 horas por dia e quem gosta de animais tem aqui uma boa notícia: poderá trazer o seu cão ou gato para o trabalho.

Existe uma agradável área exterior, ideal para recolher alguma inspiração nos dias mais sorridentes, uma cozinha, cacifos e as habituais bebidas à discrição (chá e café).

Como bónus, é comum a organização de eventos e workshops dedicados a temas ligados ao estilo de vida digital nomad.

Preços

  • O preço para ter acesso ao Common é de cerca de 150 Euros por mês ou, para períodos mais curtos, de uns 12 Euros por dia.

Apesar do Common ser o coworking principal da CocoWork em Casablanca existem outros espaços idênticos na mesma área que poderão ser utilizados. Não muito longe, basicamente na mesma avenida, há o Netscape. E depois, num raio de distância muito razoável, encontra-se o Capital Desk, o Dasthetica, o Interface Office Space, o New York Lab, o Biz Jahiz e o Kowork Al Massira, com o Smart Center a localiza-se num ponto já mais afastado, nos subúrbios norte da cidade.

Coworking e Coliving em Fez

Coworking e Coliving em Fez
Coworking e Coliving em Fez

Fez é uma das cidades imperiais de Marrocos e a sua medina é a maior área urbana sem trânsito automóvel do mundo. É um mundo por descobrir, com recantos milenares, encantadores cafés, museus, palácios como que saídos de um conto das mil e uma noites e o mítico espaço onde se tingem as peles, em tinas coloridas que oferecem excelentes fotografias.

A sua acessibilidade é muito boa. Encontra-se muito bem ligada à rede de caminhos-de-ferro de Marrocos, podendo-se viajar facilmente até outros locais do país, e do seu aeroporto há ligações geralmente a bom preço com a Europa, nomeadamente com Espanha e França.

CocoWork Fez

Chama-se Bridges to the Future o espaço associado à rede CocoWork em Fez. Parece mais talhado para o mercado local, uma ideia transmitida por detalhes como as imagens utilizadas no seu website e pelo facto deste se encontrar disponível apenas em língua francesa. Mas aparentemente é a única opção do género naquela que muitos consideram a mais interessante cidade marroquina.

CocoWork (Casablanca, Marrakesh, Fez)

O conceito do CocoWork é um pouco diferente, já que o alojamento não é oferecido directamente. Pelo contrário, a comunidade reúne-se no espaço de coworking, residindo temporariamente em unidades inscritas no AirBnB que são seleccionadas e sugeridas pelo CocoWork. Estas opções correspondem a critérios baseados na localização e nos requisitos que um digital nomad espera encontrar no seu lar temporário. Assim, poderão os residentes contar com uma distância curta entre o alojamento e o espaço de coworking assim como ligação wi-fi de qualidade.

Além disso, existe um esforço de agregação de informação: cafés adequados para trabalhar um pouco, restaurantes, locais cool e tudo o que possa interessar ao digital nomad. Esta informação encontra-se compilada, disposta num mapa digital e disponível na app colocada ao dispor dos membros da comunidade CocoWork.

Em alguns casos os espaços existem de forma independente, incluindo uma área dedicada de coliving, associando-se à rede CocoWork por conveniência comercial, como é o caso do Sundesk em Taghazout e do 7AY em Rabat.