Receita do famoso Couscous Royal marroquino

Cuscuz Royal é um prato muitas vezes usado em ocasiões especiais, como casamentos ou outras festividades que fazem parte da cultura marroquina.

Cuscuz Royal
Cuscuz Royal

A melhor receita marroquina é, sem dúvida, o Cuscuz Royal, pela sua diversidade e porque espelha tudo o que é tradicional na gastronomia de Marrocos.

O Cuscus Royal é um prato de cordeiro que é cozinhado lentamente (demora cerca de 3 horas a fazer) acompanhado com cuscuz (couscous), legumes, amêndoas e frutas secas.

Ou seja, típicos ingredientes da cozinha marroquina. E acaba também por ser muito rico em especiarias – como combina na perfeição açafrão e canela, por exemplo.

O Cuscuz Royal é um prato muito bem servido, com muita comida, uma enorme variedade de ingredientes e também de nutrientes (tem muitos vegetais e vitaminas). É uma refeição para ficar muito bem composto e com uma boa componente nutricional.

Por ser tão bem servido, é usado também para demonstrar abundância. E quando se recebem pessoas, serve também para demonstrar o quanto se recebe bem.

É uma forma de festejar algo que é importante, seja a chegada de alguém, a partida, uma festa ligada às terras, um casamento, um nascimento, etc. Se houver festa, o Cuscuz Royal estará lá para ser comido.

COUSCOUS ROYAL
COUSCOUS ROYAL

O cuscuz é um dos pratos essenciais do Magreb. Marrocos, Argélia, e Tunísia, cada um desses três países têm a sua receita própria de cuscuz, seja de vegetais, carne, frango ou peixe. Em geral, a receita é passada de mães para filhas, de geração em geração, o que dá muitas variações e maneiras diferentes de confeccionar, de acordo com os gostos e costumes da família, para o resultado de prato sempre único e saboroso.

Um dos ingredientes principais deste prato – além da semolina – é ras el-hanout: uma mistura de muitas especiarias tais como a canela, gengibre ou pimenta preta que dá ao cuscuz aquele sabor que todos queremos. A semolina, entretanto, deve ser cuidadosamente trabalhada para ser agradável na boca.

Nesta página vamos ensinar passo-a-passo, como preparar a receita do cuscuz real – couscous royal – marroquino. Estão preparados? Vamos a isso!

Couscous Royal Marroquino

Cuscuz Royal em Marrocos
Cuscuz Royal em Marrocos

Ingredientes:

receitas comida arabe
Ingredientes da receita
  • 6 abobrinhas médias
  • 2 berinjelas
  • Ervas de Provença/Herbes de Provence
  • 600 g de cenouras
  • 1 ramo de aipo
  • 8 nabos
  • 4 cebolas
  • 1 lata de grão de bico
  • 1 lata de tomate descascado
  • 1/2 lata de polpa de tomate
  • 2 colheres de chá de colorau
  • 2 colheres de sopa de Ras el Hanout
  • 2 filamentos de açafrão
  • Flor de sal/fleur de sel
  • Sal
  • Azeite
  • 6 peças de colar de cordeiro (pescoço)
  • 1 perna de cordeiro
  • 1 frango
  • 8 salsichas tipo merguez
  • 1 kg de semolina (cuscuz)

Passo 1

Corte a perna de cordeiro em cubos de 4 cm. Deixe marinar em azeite e as herbes de Provence por 1h.

Passo 2

Pincele o frango com azeite e cubra com fleur de sel, cozinhe no espeto do forno por 1h a 1h30m.

Passo 3

Descasque todos os legumes e cebolas, corte tudo em cubos grandes.

Passo 4

Frite os pedaços de pescoço no tacho com azeite, retire-os e coloque todos os legumes no tacho, excepto a abobrinha, para repetir o processo.

Passo 5

Cubra com água, sal, adicione a polpa de tomate, os tomates descascados, o açafrão, a colorau (paprika), a Ras el hanout e os pedaços de colar.

Passo 6

Cozinhe por 1h a 1h30m, adicione a abobrinha só após 30 minutos e grão de bico 20 minutos antes do final.

Passo 7

Prepare a semolina por vapor e rolando com as mãos várias vezes, adicione a manteiga no final. Ou seja, coza o cuscuz em vapor, retire da panela, ponha na bancada e “massage” o cuscuz, separando os grãos uns dos outros.

Passo 8

Coloque os pedaços de cordeiro marinado nos espetos, alternando com um ou dois pedaços de cebola.

Passo 9

Grelhe os espetos de preferência em churrasco.

Passo 10

Grelhe as salsichas merguez de preferência em churrasco.

Passo 11

Corte o frango em pedaços.

Passo 12

Sirva tudo com harrissa (a gosto).

NOTA: A vaporização do cuscuz é uma operação complexa. Na parte de baixo do tacho tipo couscoussière é preparado um estufado, normalmente de carne de borrego e vegetais, e sobre esta espécie de panela é colocado o outro elemento do utensílio, onde os grãos recebem o vapor aromatizado do cozinhado, humedecendo e, ao mesmo tempo, sendo enriquecidos com o sabor. O couscoussière tem de ser rigorosamente selado mas o processo é interrompido por diversas vezes para assegurar que os grãos couscous, gradualmente amolecidos, não adiram entre si formando uma indesejada massa mais ou menos homogénea.

Couscous Royal – Vídeo de preparação:

Como preparar:

Modo de preparação da receita
Modo de preparação da receita

Na panela, coloque os legumes e a carne e tempere com açafrão e sal. Cubra tudo com água, tape e deixe cozinhar em lume brando, durante cerca de uma hora.

Entretanto, vá fazendo o cuscuz. Coloque-o numa tigela e junte um caldo de legumes diluído em água, tape (pode ser com um simples pano) e deixe o cuscuz absorver o líquido e crescer. Se necessário, coloque mais caldo para hidratar bem o cuscuz.

Quando passar uma hora, retire a carne da panela e pode refogá-la numa frigideira, com o óleo e com a cebola picada. Deixe que fique dourada.

O cuscuz deve ser servido em formato de pirâmide, numa travessa grande, e a carne deve ser colocado de lado Depois de escorrer os legumes do caldo, tempere com açúcar e canela e disponha sobre o cuscuz.

No final pode colocar as amêndoas para decorar este cuscuz royal e para lhe dar ainda mais sabor. As amêndoas são um toque de requinte no prato.