Dança do Ventre – A Arte da Dança Oriental

Dança do Ventre
Dança do Ventre

A dança do ventre é tradicionalmente praticada em regiões do Médio Oriente e da Ásia Meridional.

Quando se olha para alguém a fazer a dança do ventre – a dançar bem, claro – pensa-se no trabalho e aprendizagem que ali está, mas um dos maiores segredos da dança está no improviso.

É certo que tem de se ter algum jeito para a dança, sentir a música, e ser-se sensual.

É que a dança do ventre está associada a rituais de fertilidade e segundo estudiosos do assunto pode remontar a 7000 ou 5000 anos antes de Cristo.

Pose de dança oriental
Pose de dança oriental

No antigo Egipto, a dança do ventre era praticada para agradar às Deusas, para se tornarem mães, e na Índia estava associada a rituais tântricos.

Os árabes sempre a usaram como forma de animar os Sultões e em festas de casamentos.

Vídeo de show de Belly Dance

Famosa dançarina turca Didem a dançar.

No entanto, a sua sensualidade não é aceite em países mais conservadores. Obviamente, não é o caso de Marrocos, onde a dança é muito bem-vinda.

A dança do ventre sempre esteve ligada à celebração da vida através do ventre, que é a parte do corpo central nesta dança. Depois seguem-se os movimentos de serpente que, ao ver a pele renovada, simbolizava o renascimento em algumas culturas.

Vídeo de movimentos básicos

https://youtube.com/watch?v=FsToOrdB4HY

Muitos praticantes indicam que o facto de os membros inferiores estarem apoiados no chão significam uma forte ligação à terra e os movimentos ondulantes dos braços podem significar a mudança das estação do ano (com movimentos que simulam folhas a cair e o apanhar de frutas).

Pensa-se também que a expressão “dança do ventre” tenha surgido em França, em 1893.

Grupo de dançarinas de Dança Oriental
Grupo de dançarinas de Dança Oriental

Uma curiosidade que talvez não saiba é que a dança do ventre é também uma forma antiga de preparação para o parto.

Os movimentos da bacia fazem com que as ancas fiquem adelgaçadas, os músculos ficam fortalecidos e melhora a circulação sanguínea.

Ao fortalecer o equilíbrio neuromuscular também se prepara para o parto com os movimentos calmos e circulares, quando combinado com respiração lenta e profunda, que ajuda na altura do parto a relaxar a mãe.

A dança do ventre é também uma forma de recuperar a forma depois da gravidez.

A dança do ventre como forma artística depende muito de quem a dança, porque é feita de improvisos. E é nesse trabalho que está espelhada a personalidade de cada dançarina e a sua expressão artística.

Vídeo de movimento camelo e deslocamento

https://youtube.com/watch?v=e_-a0XnB6VI

Em Marrocos, são vários os locais onde pode assistir a espectáculos de dança do ventre – principalmente em restaurantes e também em exibições e festas culturais e regionais .

Há um certo mistério nas bailarinas da dança do ventre. Com a sensual dança vêm vestidas com roupas leves e véus e umbigos irrequietos.

Homem dançando Dança do Ventre

Parece que a dança do ventre não é só para as mulher praticarem. Veja só como este dançarino se mexe bem.

Comunidades de Dança do Ventre
Há várias comunidades e páginas para os amantes da Dança do Ventre no Facebook: www.facebook.com/pages/Dança-do-Ventre/279770772045087 e também www.facebook.com/amodancadoventre.

Categorias Arte