Chá de Menta Marroquino

Quem viaja a Marrocos vai ter que beber chá de menta. Vai ter certamente outras bebidas, mas não pode deixar de provar o chá marroquino. É um facto que o chá marroquino é a bebida mais ingerida no país. Em qualquer lado e a qualquer altura. Faz parte da tradição marroquina. Mas para quem gosta de chá está no paraíso. O chá principal é o verde, mas também há o de menta e ainda o chá verde com… menta.

O Chá de Hortelã em Marrocos

Cha hortela • Cha de menta • Cha de hortela

Normalmente o chá de hortelã em Marrocos vem com uma dose enorme de açúcar – exagerado mesmo, principalmente para quem não está habituado – por isso, se não gosta de chá doce, diga antes que o sirvam. Não é uma bebida para diabéticos. Alguns números revelam que Marrocos é o maior importador de chá verde chinês. E depois de visitar o país vai mesmo perceber que é verdade, porque é servido a toda a hora. No Norte de Marrocos é mais habitual beber-se o chá de menta e o chá verde é mais habitual no Sul do país.

« Em Marrocos não servimos chá com açúcar. Servimos açúcar com chá. »

Piada que se diz em Marrocos, relativamente à quantidade de açúcar que se costuma colocar no chá de hortelã.

Portugal + Inglaterra = Marrocos

Relação entre o chá de Portugal e Inglaterra em Marrocos.

Barco ingles do seculo XVIII
Barco inglês do século XVIII

E se foi a portuguesa D. Catarina de Bragança, que foi rainha em Inglaterra, que levou o hábito de se beber chá para a corte inglesa, foram depois os ingleses que depois introduziram o chá em Marrocos.

Diz-se que foi no século XVIII, que os ingleses deixaram nos portos marroquinos um carregamento de chá que tinha navegado a partir da Ásia. A partir daí, o chá passou a ser uma bebida habitual em todo o país. E é também a boa maneira de receber por parte dos marroquinos.

Pode ser recebido em casa de locais com o chá marroquino, assim como ser recebido numa loja (ou souk) com a mesma hospitalidade e com o chá para beber. E pode ser bebido quente ou frio.

Mas o chá não é simplesmente uma bebida e acaba aí a história. Os chás verde e de menta são bebidas relaxante e purificadoras, drenantes e diuréticas – apesar que, para este efeito, convém não ser tão doce como o servem.

Tanto o chá verde como o de menta ajudam a fazer digestões difíceis e como relaxante, são chás calmantes. O chá de menta, segundo alguns estudos, poderá também ajudar em tratamentos de asma e alergias e tem propriedades analgésicas, ou seja, que ajudam a combater a dor. Alguns cientistas chegam mesmo a dizer que tem efeitos semelhantes às aspirinas – o que se percebe porque muitos medicamentos são feitos a partir de plantas medicinais.

Como fazer o chá marroquino?

  1. Primeiro tem de colocar água ao lume.
  2. Quando a água estiver a ferver, acrescente o chá verde – e a menta se quiser; quebre as folhas para o sabor ser mais intenso – e deixe repousar nuns minutos.
  3. Adicione depois o açúcar ou não, e também pode colocar hortelã.
  4. Por vezes, também acrescentam outras ervas como salva, tomilho e alecrim.
  5. O tempo de infusão é de cerca de 3 minutos.
  6. Em Marrocos, o chá é servido no bule berbere, com desenhos mouros e feito em latão ou em banho de prata. O servir é também muito particular.
  7. Tem uma tradição de se puxar alto o bule e acertar com o chá nos pequenos copos de vidro – alguns com riscos coloridos.
  8. São os conjunto de bule, copos e um tabuleiro, também em latão, que são muitas vezes comprados pelos turistas para depois servirem em casa o verdadeiro chá marroquino.
Agencia de Viagens em Marrocos