Partilhas

Dois tipos de tamaras, boufkouss e najda

Dois tipos de tamaras, boufkouss e najda

Ir a Marrocos e não comer tâmaras é como ir a Itália e não comer pizza.

Vá, quase o mesmo.

As tâmaras estão à venda em todo o lado: souks, mercados e até em beira de estradas.

Pode comprar as mais escuras, que já estão boas para comer, mas se comprar um cacho delas verdes, tem de esperar que amadureçam.

Pressupõe-se que a origem das tamareiras tenha sido na região do Médio Oriente.

Actualmente, são cultivadas maioritariamente no Norte de África, e em áreas específicas da Índia e Paquistão.

Molho de tamaras penduradas

Molho de tamaras penduradas

Os maiores produtores mundiais são a Arábia Saudita, o Egipto, o Irão e o Iraque, ficando também na lista as da Argélia e Tunísia.

O preço de 1KG de tâmaras varia de 2 Euros até 20 Euros, dependendo da sua qualidade.

Mas também Marrocos é produtor de tâmaras, ainda que em menor escala do que naqueles países.

São um fruto mais típico do sul de Marrocos e é em Outubro que acontece o Festival das Tâmaras, na cidade de Erfoud.

O evento pretende festejar o final da época de colheita das tâmaras – que costuma ser na terceira semana de Outubro.

Como a maior parte dos frutos, também as tâmaras têm a sua época própria e costuma ser entre Agosto e Novembro.

Festival das tamaras em Erfoud

Festival das tamaras em Erfoud

Além da venda e prova de tâmaras, o Festival de Erfoud tem animação musical, dança, degustações e até desfiles com carros alegóricos e máscaras.

Aliás é feito um concurso para escolher as melhores tâmaras, entre os vários produtores.

Muitos dizem que são as tâmaras marroquinas das melhores do mundo.

No palmeiral do Tafilalet, no sul do país, estão as palmeiras responsáveis por uma das melhores qualidades de tâmaras: a Bed el Jaj.

Fertilização de palmeira em Maadid

Fertilização de palmeira em Maadid

Entre as várias espécies de tâmaras existem as hartan que podem ser consumidas directamente da árvore e as sherkan, que devem passar por uma secagem, antes de serem degustadas.

As tâmaras são muitas vezes o único meio de produção de áreas de deserto e, por isso, também muito consumidas nessas zonas.

Existem ainda categorias de tâmaras, consoante a humidade que retêm.

As moles (humidade superior a 30%), as semi-secas (entre 20% a 30%) e as secas (com menos de 20%).

Vendedor de tamaras no sul de Marrocos

Vendedor de tamaras no sul de Marrocos

As tamareiras estão em todo o país, mas especialmente no sul de Marrocos. Diz-se que as da cidade de Erfoud, no Deserto do Saara, são das mais tâmaras doces.

Para provar este facto, só mesmo indo lá comê-las!

As tâmaras podem ser provadas simples ou então usadas em inúmeros pratos de cozinha. Usadas no cuscus, nas tagines ou em saladas.

Existem também sobremesas e bolos feitos a partir de tâmaras, desfeitas em doce ou compotas.

As tâmaras são frutos bastante energéticos, com açúcares naturais como a frutose, glucose e sacarose.

Banca a vender tamaras em Erfoud

Banca a vender tamaras em Erfoud

São também alimentos com vitaminas, minerais (como magnésio e ferro), elevados teores de fibras e fornecem três vezes mais potássio do que as bananas.

Não é por acaso que aconselham a comer pelo menos 3 tâmaras por dia.

Aliás, diz-se que os egípcios comiam – e será que ainda comem? – tâmaras antes de fazerem amor, porque eram consideradas símbolos da fecundidade e fertilidade. A tamareira era considerada uma árvore sagrada.

Partilhas