O que é o Ramadão – Momento mais importante de Marrocos

O Ramadão corresponde ao nono mês e durante o qual os muçulmanos fazem o ritual do jejum, que é o quarto dos cinco pilares do Islão.

Ramadao Marrocos
Ramadao Marrocos
O Ramadão é um dos momentos mais importantes de Marrocos.

Basicamente, pode dizer-se que é a altura do ano mais importante do calendário islâmico.

Por o calendário islâmico ser lunar a data do Ramadão não é sempre a mesma. Pode ser em qualquer altura do ano – em que calhar o nono mês – mas a sua duração é sempre de 29 a 30 dias.

Os cinco pilares do Islão são: observar as obrigações do Ramadão (Saum); fazer a peregrinação a Meca (Hajj); pagar dádivas rituais para ajudarem os mais pobres (Zakat); orar cinco vezes ao dia (Salá); e professar a fé (Chahada).

No Salá, as cinco orações devem ser realizadas diariamente: na alvorada, depois do meio-dia, entre o meio-dia e pôr-do-sol, logo após o pôr-do-sol; e cerca de uma hora após o pôr-do-sol.

Durante o Ramadão, faz-se o jejum de dia e a celebração da purificação à noite.

O nono mês foi escolhido porque foi nesse mês que foi revelado o Alcorão – o livro sagrado do Islão.

Para seguir a tradição do jejum do Ramadão, a maioria dos restaurantes fecha para almoço – excepto nos locais mais turísticos, que continuam abertos para receber os visitantes – mas comer e beber em público (assim como fumar) pode ser considerada má educação.

Tente envolver-se na cultura do país que visita e respeite as suas tradições.

O jejum é obrigatório para todos os muçulmanos que chegam à puberdade. É também uma forma de marcar a entrada na vida adulta.

Não jejuam as pessoas doentes, grávidas, em fase de aleitamento ou idosos.

O jejum é anulado se comer, beber ou tiver relações sexuais. Se isso acontecer, terá de fazer o jejum posteriormente durante 60 dias.

Palavra Deus escrita em arabe: ALLAH
Palavra Deus escrita em árabe: ALLAH
Em vez de ficar a pensar no comer e beber, o crente concentra-se em orações a Deus, com várias idas à mesquita.

É que além das cinco orações diárias acrescenta-se durante o mês do Ramadão a oração nocturna.

O jejum é a prática da disciplina e da doutrina. Deve ser-se generoso e afastar maus pensamentos e maus actos.

Durante a altura do Ramadão aumenta também a leitura diária do Alcorão.

Mas o jejum não é durante todo o dia. Durante a madrugada, há o su-hoor, que é uma pequena refeição com alimentos que permitem realizar o jejum.

No final de cada dia, no crepúsculo, os muçulmanos quebram o jejum, para reunirem família e amigos numa celebração que inclui a saída para a oração na mesquita.

A celebração Laylat al Kadr é celebrado na noite do dia 26 para o dia 27 do Ramadão, data que marca a noite em que o Profeta Muhammad (Maomé) recebeu a primeira revelação do Alcorão.

O Eid el Fitr é o chamado “banquete do término do jejum” e acontece quando é avistada a lua nova. Significa o fim do mês de Ramadão e o início do mês Shawwal. Nessa altura é distribuída comida para os mais pobres.

Agencia de Viagens em Marrocos