Literatura de Marrocos – Conhecidos Escritores Marroquinos

Livro de escritor marroquino
Livro de escritor marroquino
Marrocos é um país de artistas.

A literatura marroquina não é uma excepção, havendo uma vasta lista de escritores que merecem ser mencionados.

São vários os escritores marroquinos com trabalho e obras reconhecidos além-fronteiras.

Nesta página fazemos uma lista dos mais conhecidos escritores marroquinos.

Mohammed Bennis

Mohammed Bennis
Mohammed Bennis
Poeta marroquino nascido em Fez, em 1948. É um dos mais conhecidos escritores marroquinos e goza de prestigiada reputação.

Foi formado em literatura árabe (que veio a leccionar mais tarde) e estudou, durante muitos anos, o fenómeno da poesia contemporânea de Marrocos. Publicou os seus primeiros poemas em 1968 num jornal de Rabat.

É detentor de vários prémios e autor de cerca de 30 títulos de poesia, prosa, ensaio e também fez traduções. Em 2002, em França, foi nomeado como Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras.

Mohamed Khair-Eddine

Mohamed Khair Eddine
Mohamed Khair Eddine
Faleceu em 1995 mas foi um dos mais importantes escritores marroquinos do século XX. Nasceu em 1941, em Tafraoute, e ainda jovem juntou-se ao movimento Amitiés littéraires et artistiques em Casablanca e, em 1964, fundou o movimento “Poésie Toute”.

Exilado em França, em 1965 trabalhou em fábricas, mas dois anos depois recomeçou a escrever e publicar. “Lettres nouvelles” e “Présence Africaine” são duas obras conhecidas da sua autoria.

Regressou a Marrocos em 1980. Também conhecida é a obra “Légende et vie d’Agoun’chich”, de 1984, aclamado por falar directamente do colonialismo francês.

Fatema Mernissi

Fatema Mernissi
Fatema Mernissi

É uma escritora e socióloga marroquina conhecida também por ser feminista.

Nasceu em Fez em 1940 e dá aulas na Universidade de Rabat. As suas obras falam do estatuto da mulher no Islão.

Em 2003 ganhou o Prémio Príncipe das Astúrias, partilhado com Susan Sontag, e em 2004 arrecadou o Prémio Erasmus. “O Harém e o Ocidente” e “Sonhos Proibidos – Memórias de um Harém em Fez” são algumas das suas obras.

Laila Lalami

Laila Lalami
Laila Lalami

Romancista marroquina que nasceu em 1968, em Rabat, e estudou na cidade de Londres no Reino Unido e Estados Unidos da América. Escreve livros de ficção em inglês mas também crónicas e ensaios políticos e literários para jornais como The Nation, The Boston Globe, The Los Angeles Times e Washington Post, entre muitos outros.

Em 2005 saiu o sei livro de conto “Hope and other dangerous pursuits”. Em 2009, publicou “Secret Son” falando de um jovem que mora com a mãe num bairro de Casablanca e tem contacto com grupos fundamentalistas islâmicos. “Secret Son” foi nomeado para o Prémio Orange.

Mohammed Berrada

Mohammed Berrada
Mohammed Berrada

É um romancista, crítico literário e tradutor de árabe marroquino.

Nasceu em Rabat em 1938 e é um dos mais conhecidos e importantes autores modernos de Marrocos.

Ensina literatura árabe na Universidade de Rabat e fez parte de um movimento literário que trazia uma escrita de “experimentação”, em que o texto não tem muito peso, mas é dado a ver imagens, pensamentos e cenas independentes.

São vários os livros publicados onde se encontra “Como um Verão que não voltará” ou como era Cairo em 1956 pelos olhos de Berrada.

Abdellatif Laâbi

Abdellatif Laabi
Abdellatif Laabi

Nasceu em Fez em 1942 e é um dos poetas marroquinos mais conhecidos.

Fundou com outros poetas, em 1966, a publicação Souffles que tinha um importante papel na divulgação da cultura magrebina.

Durou até 1972, quando prenderam Laâbi e o torturaram até 1980.

Exilou-se em 1985 em França. Recebeu em 2009 o Prémio Goncourt de Poesia e, em 2011, o Grande Prémio da Francofonia da Academia francesa.

Yassin Adnane

Yassin Adnane
Yassin Adnane

Nascido em Safi, em 1970, Yassin Adnane é jornalista e professor de inglês.

Membro da União dos Escritores de Marrocos e correspondente e fundador de várias publicações.

Foi na poesia que a sua escrita sobressaiu, mas também tem várias publicações como “Mannequins” ou “Trottoir de l’apocalypse”.

Já recebeu vários prémios, um deles da UNESCO, o prémio Buland al-Haidari, em 2003.

Tahar Ben Jelloun

Tahar Ben Jelloun
Tahar Ben Jelloun

Em 2011 o escritor Tahar Ben Jelloun foi distinguido com o Prémio da Paz Erich Maria Remarque pela sua obra que defende a tolerância e a integração.

A obra referida foi “Primavera Árabe” e aborda o movimento democrático nos países árabes.

Tahar Ben Jelloun nasceu em Fez, em 1944, e mora em Paris há 40 anos. Escreve desde 1973.

Abdelhadi Saïd

Abdelhadi Said
Abdelhadi Said

Poeta marroquino nascido, em 1974, perto de Marraquexe.

Logo na primeira colecção de poemas recebeu o Prémio de Poesia da Union des Écrivains du Maroc, quando tinha apenas 22 anos.

Em 2005, lançou “Barbus jusqu’aux dents”.

Siham Benchekroun

Siham Benchekroun
Siham Benchekroun

É uma romancista e poeta marroquina, formada em medicina.

Entre as suas seis obras publicadas destaca-se “Oser vivre”, de 1999, que foi um bestseller e “A toi”, que reúne vários poemas da sua autoria.

A escritora, natural de Fez, lançou em 2012 o último livro “Amoureuses”.

Fouad Laroui

Fouad Laroui
Fouad Laroui

Escritor e economista marroquino nascido em 1958 em Oudja.

Estudou ciências económicas mas paralelamente se foi dedicando à escrita.

“Les Dents du Topographe” de 1996 foi a sua primeira edição, que fala da vida de um jovem em Marrocos que rejeita a ordem instalada. Ganhou o Prémio Descoberta Albert-Camus.

Seguiram-se mais obras e mais prémios.

Vive actualmente em Amesterdão.

Mohammed Nedali

Mohammed Nedali
Mohammed Nedali

Escritor marroquino nascido em 1962 na região de Marraquexe, mas precisamente em Tahannaout.

É professor de francês e destacou-se por ter uma escrita que aborda a realidade popular.

Com “Morceaux de choix : les amours d’un apprenti boucher”, de 2003 ganhou o prémio Grand Atlas da Embaixada de França e o Prémio Internacional da Diversidade, em Espanha.

Em 2012, venceu o Prémio de La Mamounia com “Triste jeunesse”.

Categorias Arte